20/11/2012

Emoção e Garra


Se houve coisa que não faltou neste jogo, foi muita emoção quase do início ao fim. Por outro lado faltaram mais golos para abrilhantar outra boa exibição do Benfica, em que o factor garra esteve de novo presente. Não sei por quanto tempo mais conseguiremos aguentar este ritmo, mas a verdade é que equipa vem mostrando uma atitude excelente do ponto de vista da entrega. Passámos ainda por um par de momentos em que a concentração e a confiança pareciam estar a fugir-nos, mas felizmente foram passageiros.

Luisão e Garay muito bem. Enzo está surpreendentemente batalhador. Salvio brilhou a espaços, assim como Ola John que fez o seu primeiro golo de águia ao peito. André Almeida fez um jogo simplesmente impecável, tanto na direita como no meio-campo. Matic começa a fazer esquecer Javi.


BENFICA SEMPRE!!

3 comentários:

Jotas disse...

Foi um vendaval de futebol atacante, com momentos de enorme qualidade e com uma vitória que julgo, pecou por escassa, tamanho foi o domínio do Benfica e a sorte que voltou a proteger os escoceses.
Para quem como eu, gosta imenso de futebol, custa-me ver que uma equipa como o Celtic possa seguir em frente, faz-me lembrar os gregos no Euro 2004, mas é o futebol, nem sempre o melhor ganha e a realidade, apesar do Benfica estar neste momento em 2ª lugar, o celtic é quem melhor está colocado para seguir em frente, uma vez que o calendário em teoria lhe é muito favorável.
O Benfica, com este triunfo, garantiu desde já um lugar na Liga Europa, ou seja, o objectivo mínimo de quem está na Liga dos Campeões, também por isso se percebe a enorme importância que este jogo tinha.

Anselmo Damásio disse...

Foi pena os jogos de Glasgow e de Moscovo.
Enfim, agora temos pela frente uma tarefa quase impossível, que é ir a Barcelona e ganhar ao Barça.

Observador disse...

Não temos que ganhar ao Barça.
O que temos que esperar conseguir é que o nosso resultado seja igual ao que fizer o Celtic.
Pensemos que os escoceses podem, é óbvio, fazer 0, 1 ou 3 pontos ante o Spartak de Moscovo.
De acordo com a matemática, teremos que os acompanhar e, se assim fôr, continuamos na Liga dos Campeões pois, em caso de igualdade pontual teremos sempre vantagem.

Quanto ao jogo de ontem, enorme.
Javi Garcia está esquecido, Ola Johnson continua em crescendo e o resto ... é uma equipa.

Cumprimentos benfiquistas.