23/10/2012

Enorme Desilusão


Fiquei algo entusiasmado com a apresentação da lista de Rangel. Parece-me consensual que quem ganhou com ela foi desde logo o SLBenfica. Quem ficou incomodado com a candidatura do Juiz terá de fazer um exame de consciência, porque o problema está certamente do seu lado e não dos que saudaram o seu aparecimento.

Dito isto, a candidatura de Rangel tem sido uma enorme desilusão até agora. Desde discursos atabalhoados e desconexos face ás mensagens que ele tenta passar, passando pelo evitar ou adiar de temas que os Benfiquistas anseiam ver devidamente esclarecidos, e acabando na patética justificação para o tardio aparecimento da sua candidatura. "foi para fugirmos a ataques sujos da outra Lista" -- Ah, grande coragem Benfiquista.

Desilusão foram também as declarações que Moniz fez hoje em relação ao Sporting. Não, não tenho um carinho especial pelos nossos vizinhos do lado.
Não, não sou nenhum arauto dos "valores" do tempo dos Reis. E sim, também gosto de brincar. Penso é que foram declarações sobretudo pouco inteligentes para quem vem rotulado como o salvador da comunicação do Benfica.

PS: quando vejo determinados órgãos de comunicação e comentadores de TV ligados a um clube cujas suas personagens tudo tentaram para enterrar o nosso clube à base de vigarice e intimidação, manifestando um apoio quase assumido
à candidatura de Rangel, sei que algo vai mal.

BENFICA SEMPRE!!

7 comentários:

Tiago Pinto disse...

Amigo, o programa do Rangel resume-se a isto:

A) ter vencimento no Benfica, enquanto Presidente;

B) Fazer as pazes e sentar-se ao lado do PC;

C) Renovar o contrato com a Olivedesportos (o concurso internacional é o caminho mais curto para lá chegar, … nem o Joaquim Oliveira se tinha lembrado de tal solução);

D) Dirigir o Benfica sem dinheiro (“só apresenta os apoios financeiros depois das eleições”);

E) Fazer contas aos passivos de todas as empresas do Benfica somando as dividas entre elas;

Total impreparação para gerir o Maior de Portugal.

ETU disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ETU disse...

Tiago, não faças o mesmo papel que o Gomes da Silva.

É mentira que Rangel queira fazer "as pazes" (em linguagem infantil) com o pinto da costa. É, simplesmente, mentira. E isso faz de ti o quê?

Qual é o problema de ter um vencimento como Presidente do Benfica? O Vieira não tem e enriqueceu à grande nos últimos 10 anos. É preferível assim?

O que é "gerir o Benfica sem dinheiro"? Faz algum sentido um candidato a Presidente apresentar o apoio financeiro de bancos? Ou querias que tivesse apresentado um "investidor"? Onde está o "dinheiro" no programa do vieira? Ah, pois, não tem programa.

Há dúvidas que vieira já tem o contrato apalavrado com a Olivedesportos?

Não brinques com a malta.

ALM disse...

E TU não sejas mal-dizente, pois é verdade que Rangel e JEM não puseram de lado a hipótese de fazer as pazes com o fcp. LFV já era rico quando veio para o Benfica. É natural que através do Benfica arranjasse outros conhecimentos que fossem ou ainda sejam prósperos para os seus negócios. Isso não lesa o Benfica, e até pode ser a causa para não ter vencimento. Mas tu insinuas que LV enriqueceu à custa do Benfica.
Não gostas dele mas vais ter de o gramar com todos os seus erros, pois apesar de tudo é o melhor candidato.

ETU disse...

Não disse, nem sugeri, que LFV tinha enriquecido à custa do Benfica.

O que disse foi que ele enriqueceu nos últimos 10 anos, enriqueceu no Benfica. E isto é inquestionável. Basta veres onde aparecia LFV na lista dos mais ricos de Portugal em 2003 e onde aparece agora.

O que é que é melhor: ganhar um salário digno e razoável, que viesse a ser enquadrado nos estatutos e aprovado pelos sócios ou, fazer como dizes, fazer negócios enquanto se está no Benfica, por via dos "conhecimentos" que o cargo permite.

A resposta parece-me tão óbvia.

Jotas disse...

Caríssimo benfiquista, respeito todas as opiniões, assim como acho que a decisão dos benfiquistas deverá ser soberana e aceite por todos, mas sinceramente, Rangel não me convence, não me parece ser a alternativa que eventualmente o Benfica poderia precisar, cheira-me mais a uma pessoa de facto bem intencionada, formada, com elevação, mas muito comparável aos últimos presidentes do nosso vizinho, muito bem engravatados, mas muito pouco por dentro daquilo que é o futebol, a realidade de um clube grande e extremamente impreparado para conduzir um porta aviões que é o Benfica, no entanto, não deixo de louvar a sua iniciativa de ser candidato, o que é bom, e acho ainda que Rangel não deve ser como está a ser encarado pela actual direcção como um inimigo do clube, nada disso, é importante, tem as suas ideias e é um benfiquista com ideias de outro rumo para o Benfica.
O meu medo, é que Rangel não tenha o carisma de liderança importante para um clube como o nosso, demonstra alguma ingenuidade e estou convicto que Rangel como Presidente rapidamente perderia essa liderança e o Benfica correria o risco de entrar novamente numa fase de instabilidade directiva e isso seria um recuo, porque com defeitos, se calhar podendo fazer melhor, a verdade é que embora de forma mais lenta que o desejável, parece-me que o Benfica tem esbatido diferenças, tem evoluído competitivamente e caminha numa lógica evolutiva.
Se calhar, alguns que estão consecutivamente a pedir que role a cabeça do treinador e do Presidente, deveriam olhar para Alvalade e ver qual o caminho a que conduziu a permanente instabilidade directiva e técnica e isso não quero, nem desejo que aconteça ao meu clube, como infelizmente acontecia antes de LFV.

Observador disse...

Será que Rui Rangel pensa que o Benfica é só futebol profissional?
É que ainda não falou de outras modalidades.
O homem diz, abertamente, ir receber um vencimento elevado e trabalhar (importa-se de repetir?) a tempo inteiro.
E o escritoriozito? Fica entregue às moscas?
Um candidato destes não. Pelo amos da santa!!!
E diz o gajo, em jeito de 'eu é que sou bom' que o Vieira não percebe nada de futebol.
E então? Será isso motivo para se votar Rangel?
Prefiro uma Águia a um paraquedista.

Cumprimentos benfiquistas.