02/08/2012

Teste Rijo


Empatámos a uma bola com a Juventus, equipa campeã sem derrotas da última Série A, com o golo dos italianos a ser obtido já nos descontos, depois de uma perda de bola infeliz e algo infantil de Luisinho.

Foi mais um dos muitos testes dificílimos que temos tido nesta pré-época, algo que devo dizer que é do meu agrado. Só temos a ganhar em defrontarmos várias
equipas que nos criem dificuldades, ainda que isso nos possa custar alguns jogos menos bonitos e seja aproveitado para se pôr tudo e todos em causa. Sendo esta Juventus um autêntico castigo para os ataques adversários e sempre venenosa nos seus ataques rápidos, considero que fizemos um jogo consistente até certo ponto. E esse ponto foi quando Jesus tirou um médio para meter um avançado, altura em que os italianos passaram a tirar partido dos buracos entre Javi e os Centrais.

Ontem gostei francamente mais de Ola John, que aos poucos parece começar a perder a timidez. O holandês ontem foi aquele que mais desequilibrou a extremo-direito, posição que também foi ocupada por Enzo e Bruno César. E por falar em Bruno: imagino que neste momento muitos queiram correr com ele do Benfica por meia-dúzia de tostões, visto ele andar farto de perder tantas ou mais bolas
que Gaitán. Carlos Martins manteve a bitola, Cardozo meteu a bola, Artur voltou
a mostrar a sua frieza e Melgarejo, devagar, lá vai evoluindo.

BENFICA SEMPRE!!


4 comentários:

Manuel Oliveira disse...

Concordo!

Abraço.

Observador disse...

Caríssimo Berrante De Encarnado
Faça-me um grande favor e não imite os incríveis comentadores/relatadores das tv's e rádios, escribas dos pasquins.
Não se diz "tempo de descontos". Não estamos propriamente nos saldos ou numa loja que sim, faz descontos.
Deve dizer-se "tempo de compensação".
Prometa que não leva a mal, certo?

Diz o Amigo que o culpado pelo golo da Juventos é Luisinho.
Discordo. E a pergunta, inevitável, aqui está: quem perdeu a bola oferecendo-a a um adversário? Ola John.
É verdade que Luisinho poderia ter feito melhor mas, em boa verdade, o mal já vinha de trás. Ou melhor neste caso, da frente.

Diziam os jornaleiros dos nossos bairros que Witsel não viajava para Turim.
Mas foi ele que jogou ou um irmão gémeo?
Jogou e bem!

Saudações benfiquistas e o reiterado pedido de desculpa pela rectificação nos ... "descontos".
Está perdoado. eheheh

Berrante De Encarnado disse...

Claro que não levo a mal, caro Observador, pelo contrário. Sou uma pessoa que gosta de aprender a todos os níveis.

Fico grato pelo reparo, mas permita-me agora que lhe devolva a gentileza: eu não escrevi que a culpa tinha sido única e exclusivamente de Luisnho, apenas que o golo surgiu depois de uma infantilidade sua, o que efectivamente aconteceu

Cumprimentos Benfiquistas

Observador disse...

É a minha vez.
Não reparei nessa parte do comentário.
Está lá sim senhor.
O seu a seu dono.

Grato pela compreensão.

Saudações benfiquistas.