24/06/2012

Heróis do Futsal e Espanha



Não é que a estrutura do Futsal em particular não mereça, mas quero começar
por dar os parabéns ás modalidades Benfiquistas em geral, algumas delas tantas vezes injustiçadas nas lutas desiguais que travam. Sermos campeões em Hóquei, Basquetebol, Futsal e Atletismo, modalidades com grande projecção no desporto nacional e que são do agrado da maioria dos Benfiquistas, só posso classificar de uma excelente época extra-futebol. Estão todos de parabéns.

Campeões! Fez-se justiça a uma época de Futsal em que o Benfica, embora sem a espectacularidade de tempos não muito distantes e mesmo abrandando o ritmo no final do ano, foi sempre a melhor equipa. Vitória no derradeiro encontro ( 5 - 4 ), num prolongamento já de si imerecido para a nossa equipa, tendo o Benfica feito todos os seus golos em quatro-para-quatro, ao passo que o adversário apenas fez um. Ganhámos todas as provas que havia para ganhar este ano na modalidade e derrotámos os nossos rivais nos confrontos entre ambos. Este foi um título mais do que justo. Parabéns aos jogadores - foram inexcedíveis na luta contra todos e também contra a sua própria quebra física -, aos técnicos e a toda a estrutura que os suporta. Há que agora tirar conclusões das fases finais dos últimos dois anos, pois quer-me parecer que física e psicologicamente temos muito para melhorar. Sinto a garra e o querer à Benfica de que Paulo Fernandes fala, porém, nas finais dos Play-offs, sinto algum receio a sobrepor-se à tal ambição. Desde já deixo os meus votos de boa sorte a Paulo Fernandes e aos jogadores para a UEFA Cup
da próxima época. Palavras para Joel e Ricardinho: o primeiro foi a estrela da negra; as lágrimas do segundo no final dizem-me muito. Obrigado a todos.

A Espanha é o adversário de Portugal nas meias-finais do Euro 2012. Foi um sentimento estranho aquele que se apoderou de mim enquanto via o França Vs Espanha: Por um lado, não me apetecia nada levar com a nossa besta-negra;
por outro, apanhar a melhor selecção do mundo, não é de todo motivo de regozijo. Confesso que na segunda parte, ao ver Ribéry e Benzema metidos no bolso da Espanha, já torcia pelos franceses. Duas verdades indesmentíveis: Paulo Bento
já goleou esta Espanha e Portugal está num bom momento de forma. Sonhar ainda não paga imposto.

BENFICA SEMPRE!!

1 comentário:

Observador disse...

Portugal goleou a Espanha num jogo diferente, especial, em que as condições nada tinham a ver com as deste Europeu.

Um Portugal x Espanha, encontro de dois estilos completamente diferentes, duas formas de jogar que não encaixam.

E é aqui que reside a minha principal curiosidade: conhecer ambos os comportamentos.


No futsal já foi tudo dito.
Não vi o jogo porque esta modalidade ainda não me atrai.
Importante: vitória das nossas cores.