19/03/2011

Uma palavra para Cardozo... Sim, Cardozo

Durante o dia seguinte à passagem aos quartos-de-final da Liga Europa, foram naturalmente muitos os benfiquistas com quem falei sobre o Glorioso, a noite épica de Paris e alguns dos nossos jogadores. Como não podia deixar de ser, houve quem refilá-se de Óscar Cardozo. Não gosto muito de insistir com benfiquistas sobre o valor, ou falta dele, de um determinado jogador, mas neste caso do Tacuara e principalmente depois de jogos como o de Paris, não consigo ficar calado. Já tinha ficado com essa ideia quando vi o jogo em directo, mas depois de o rever confirmei a jogatana monstruosa que Cardozo fez. Não marcou golo, é verdade, e até podemos dizer que falhou alguns, mas o que ele trabalhou valeu por dois tentos do seu pé esquerdo. O homem foi simplesmente incansável. Correu de uma forma quase surreal para a sua envergadura física, pressionou todos os defesas do PSG, ora à direita, ora à esquerda, ora ao centro, como se não houvesse amanhã, e chegou mesmo a ter pormenores de classe para o tipo de jogador que é. Quando o adversário queria pegar no jogo, Cardozo era o primeiro defesa - e que defesa - que nunca deixava os parisienses respirar e organizarem o seu futebol com à vontade a partir de trás. Tacuara ainda meteu o guarda-redes do PSG à prova, com um remate à Cardozo que levava selo de golo. Não tenho duvidas nenhumas, Óscar Cardozo foi de uma mais valia gigante no último jogo.

Cardozo tem marcado menos golos esta época, é inegável, mas a isso não serão alheios os factos de se ter lesionado no inicio da temporada e de não estar a ser servido na mesma medida que foi no ano passado. Não quer isto dizer que Gaitán e Salvio estejam mal, apenas definem os lances de outra forma.

BENFICA SEMPRE!!

7 comentários:

Carlos Alberto disse...

Bom artigo amigo Berrante mas...

... eu prefiro o outro Cardozo, o que não joga nada mas farta-se de marcar golos.

LOL

Abraço.

Observador disse...

"Este" Cardozo, o que rende menos golos do que na época passada, está longe de traduzir, em número, tal façanha.
O que não permite que lhe passemos um atestado de menoridade.

O que o "Berrante De Encarnado" diz neste seu texto faz todo o sentido.

No jogo contra o PSG, "Tacuara" cansou a defesa parisiense. Desgastou-a.
Ora tal facto não pode, não deve ser menosprezado.
E não será, com toda a certeza.
Que o digam os senhores de Paris.

Preferimos golos, caro Carlos Aberto? Claro que sim. Mas não podemos menosprezar "este" Cardozo.

GuachosVermelhos disse...

Estou a 100% de acordo com o Berrante!
Mas não deixo de estar a 100% de acordo com o Carlos Alberto!
Será que é possível o Jesus meter os dois em campo ao mesmo tempo?

UnumSLB disse...

E eu que pensava ter sido o único a reparar nisso.
Grande Cardoso. O descanso que ele dá aos médios e o fôlego que ele permite à equipa recuperar.
Muito nítido o que a equipa se recente quando ele não está em campo.

Manuel disse...

Totalmente de acordo. Se é possível colocar os dois Cardosos ao mesmo tempo? É, mas leva o seu tempo.

Todos os processos de aprendizagem levam o seu tempo. Só para o ano. Estou convencido que no próximo ano o Cardoso, depois de ter aprendido a defender à frente, vai marcar muito mais golos.

ZePissa disse...

fui a paris ver o jogo e nao vi na tv. disse logo no final do jogo que para mim tinha sido o melhor jogador do benfica. a quantidade de lances que ganhou, a pressao, e entrega, tudo menos o golito da ordem.

ha jogos em que os jogadores tem que ajudar de outras formas, e em Paris o Cardozo fez um jogao!!

Berrante De Encarnado disse...

Compreendo. Eu também preferia que ele marcasse golos, quem não prefere? Mas o que ele fez foi muito, mas muito importante para a nossa passagem.

O problema da falta de golos, na minha miserável opinião, não se dá por ele correr mais ou menos. O que o faz não marcar tanto, é o facto dos cruzamentos não saírem com a direcção da sua cabeça. Cardozo no ano passado marcou muitos golos de cabeça.

Se repararem bem, hoje em dia, os cruzamentos de Salvio e Gaitán na maior parte das vezes vão para o segundo poste e algumas vezes para o guarda-redes. Salvio e Gaitán são excelentes, mas precisam afinar os cruzamentos para Cardozo.

É, quanto a mim, um dos poucos movimentos do ataque benfiquista que ainda não estão como se quer, tendo em conta as características do nosso avançado.

BENFICA SEMPRE!!

Cumprimentos