18/01/2013

Curiosidades duma eliminatória sem história


Faço minhas as palavras que o treinador derrotado disse no Flash Interview.
De facto o jogo não teve história a partir do segundo golo do Benfica que, em vantagem no marcador, controlou uma Académica nitidamente afectada pelos golos madrugadores e atacou quando e como quis.

Interessante será analisar algumas das reacções e palavras de Jorge Jesus durante e depois deste jogo. O gesto de Jesus para os nossos jogadores após o golo do Salvio, pareceu-me uma clara mensagem, como que a querer dizer "isto, o Benfica é isto". Gostei também da frontalidade com que Jesus abordou o tema dos dois avançados. Jesus disse saber bem o que ganha com dois elementos no ataque, mas também mostrou estar consciente do que perde noutras zonas do terreno. Outra coisa nem seria de esperar de um treinador como ele. Já começo a habituar-me à história da táctica e até sou capaz de concordar com as ideias de Jesus, só acho é que há jogos -- mesmo que sejam poucos por época -- em que os dois avançados nos trazem mais perdas do que ganhos.

Matic e Lima continuam bem e recomendam-se. O regressado Capitão não foi obrigado a grandes trabalhos, porém esteve bem sempre que foi chamado a intervir. Enzo e Salvio subiram de produção na segunda parte.

BENFICA SEMPRE!!

8 comentários:

Anónimo disse...

Vocês falam tanto da tática... mas há muitos anos que não chegávamos a esta fase do campeonato com só 2 derrotas.

Tiras Lima ou Cardozo para meter um médio???

rui disse...

O Jorge jesus coitado,deve andar a dar voltas na cama sem poder dormir,acredito que vontade de responder ao vitor pereira nao lhe faltava

Anónimo disse...

O ano passado também chegamos a esta fase só com uma derrota!

O problema do Benfica vai começar agora... terminada a primeira volta, iniciamos logo com um mais um jogo quente, em Braga! E Fevereiro vai mostrar se o Benfica tem estofo para aguentar a corrida até ao fim pelo campeonato, ou se nos vamos ficar pela disputa da taça de Portugal e taça da Liga!

Tem a palavra Jesus e sus Muchachos!

Jotas disse...

Depois desta vitória categórica em Coimbra, confesso que seria para mim, uma enorme frustração, não ver o Benfica na final do Jamor e que saudades já tenho disso.
Um jogo coroado com 4 belos golos e mais poderiam ter sido, alias, estivemos à beira de uma goleada histórica.
Muita seriedade e qualidade nesta bela lição de bom futebol.

Observador disse...

E desta vez, Artur Moraes esteve bem.
Como que a dizer que as duas abébias em outros tantos jogos, foram obra ... da relva.

Estás perdoado, rapaz.

Cumprimentos benfiquistas.

Berrante De Encarnado disse...

Caro Rui,

Ás voltas na cama deve ter andado o treinador que não criou uma única oportunidade de golo no clássico. Aliás, como foi bem perceptível na última conferência que deu quase a chorar de arrependido pelas figuras que fez. Mas enfim, lá se retratou, ainda que o tenha feito de forma algo trapalhona e, novamente, desonesta. Mais vale tarde do que nunca.

Cumprimentos Benfiquistas

Anónimo disse...

Para iluminados de bancada como nós discutir futebol é algo como discutir economia. Somos todos craques, mesmo que cá no cantinho da caixa craniana tenhamos um alarme a tocar com o alerta "granda avantesma sabes lá tu do que estás a falar". No entanto olhando para os outros e sabendo que lá no cantinho da caixa craniana também têm o alarme a tocar, armamos-nos em "putas sabichonas" alimentando assuntos sobre os quais o conhecimento se aproxima do zero.

Argumentam alguns, mas eu não sou assim tão ignorante sobre modelos. Pois nem eu, mas o alarme diz-em que tirando os 90 minutos de jogo a que assisto o meu desconhecimento é total.

Agora para mais um comum iluminado de bancada como eu, há ainda outro alarme a tocar cá no cantinho. Simples a alarme diz tão somente "desde os 20 anos a.c (JJ) que não via um Benfica a jogar tanto á bola".

O resto são conversas que antigamente se tinham nas tabernas cara a cara (sim que treinadores de bancada existem desde que existe futebol) e sobre as quais havia a necessidade de responsabilidade social. Agora é isto que vemos (não é o teu caso) alguns tasqueiros que antigamente teriam de dar a cara socialmente, escondidinhos por trás de um teclado arvorando-se em génios especialistas, sabendo que não terão nunca uma tasca inteira "cara a cara" a ridicularizá-los demonstrar-lhes a sua completa ignorância.

A massa "Homem" de que alguns hoje julgam ser feitos!

Observador disse...

Fora de tópico

Tal como eu tinha adiantado com base em informações credíveis, Pablo Aimar sai do Benfica.

Já se despediu de JJ e dos colegas bem como de LFV.