11/12/2012

Fomos a tempo de ganhar, com categoria


Escrevi aquele post ao intervalo, possuído, admito, por uma extrema frustração com que fiquei ao ver o que Benfica estava a desperdiçar. Não é que o Benfica
não estivesse a controlar o jogo desde cedo, mas a certa altura quase pareceu haver um pacto de não agressão da nossa parte, perante um adversário que se mostrava debilitado, pelo menos mentalmente. Dava a sensação de que se o Benfica fizesse uma ou duas combinações atacantes o Sporting cedia, mas nós
preferíamos trocar a bola a passo à espera de um qualquer contra-ataque do adversário.

Logo após o golo sofrido foi clara a diferença de velocidade e agressividade nas movimentações e combinações atacantes do nosso futebol, dispondo nós de três boas oportunidades para repor a igualdade ainda antes do intervalo.
Tínhamos oferecido trinta minutos ao adversário e restava-nos fazer o que na minha opinião devíamos ter feito desde o início: acelerar processos na fase ofensiva, independentemente de termos as linhas mais ou menos subidas no terreno. Felizmente, e de forma até algo autoritária, fomos a tempo de dar a volta ao prejuízo, fazendo uma grande segunda parte que me pareceu de grande classe e maturidade. Foi uma grande e importante vitória em casa do nosso eterno rival, que, esteja em que forma estiver, é sempre o nosso eterno rival, o que faz deste um resultado sempre motivador para os nossos adeptos e equipa, o qual devemos aproveitar.

A lenda viva, Tacuara Cardozo, mais uma vez lá decidiu um derby. O Lima foi tremendo. Ola John e Matic evoluem a cada jogo que passa -- o sérvio pareceu algo condicionado na segunda parte em termos de agressividade, talvez devido
ao amarelo ainda na primeira parte. Jardel teve duas perdidas perigosas e André Gomes uma -- sem as quais o Sporting teria criado consideravelmente menos perigo do que criou --, ainda assim fizeram ambos boas exibições, em especial o jovem português. Garay teve uma má abordagem ao lance do golo leonino, mas também ele esteve bem. Salvio para mim fez um bom jogo, ao contrário do que
já ouvi dizerem por essa CS. Gaitán entrou muito bem e, fazendo uso do seu talento, acabou por destroçar um já rendido adversário.

BENFICA SEMPRE!!

3 comentários:

Observador disse...

Deixei um comentário no 'post' anterior que pode e vai ser complementado neste.

Primeira parte para apalpar o Sporting.
Segunda para dizer "já chega e vamos jogar".

O fundamental foi dito pelo caro Berrante. Eu sempre acreditei que a vitória não nos fugiria.
Excesso de confiança? Não, leitura do jogo.

Três pontos, o topo da classificação mantém-se inalterável e o próximo adversário (Marítimo) poderá ser mais complicado que este Sporting altamente fragilizado.
Ontem por culpa própria mas muito também pela exibição do Benfica.

Cumprimentos benfiquistas.

Bruno Pereira disse...

Não me parece que tenhamos ganho com categoria... se quiseres trocar argumentos, tens aqui a minha opinião ;)

http://orgulhosamentelampiao.blogspot.pt/2012/12/analise-detalhada-do-scp-slb.html

Abraço,
Bruno Pereira

Jotas disse...

Grande, justa e importante vitória do Benfica, num derby que não sendo um grande jogo foi bom e teve belos momentos de futebol, na maioria dos casos por parte do Benfica, uma equipa que nunca se resignou com o resultado, trabalhou, fez imensa circulação de bola e com uma grande 2ª parte deu a volta ao resultado e uma demonstração da grande diferença que há quer na qualidade dos jogadores, quer como equipa, em relação a este Sporting que tem sido banal, mas que ontem fez o seu melhor jogo da época, mas mesmo assim não chegou.