11/08/2012

Grave, muito grave!


Antes de mais, para não haver confusões: parece-me que nunca alguém teve dúvidas de que o acto por Luisão cometido é reprovável e, quando aproveitado da forma que foi por um árbitro que só pode envergonhar o futebol, torna-se em algo de grave. Mas o que se seguiu depois do descontrolo emocional do capitão, que, diga-se, fora provocado pela própria actuação do árbitro ao longo do jogo, para mim foi ainda mais grave.

O árbitro é o elemento dentro de campo que mais seriedade e responsabilidade deve ter perante este desporto de MILHÕES. Se tantas vezes nós condenamos os jogadores por enganarem os árbitros e adeptos - como eu fiz neste post -, não
podemos aceitar farsas como a que hoje aconteceu. O lamentável e condenável
encosto que Luisão deu ao árbitro, tantas vezes visto no futebol quando jogadores perdem a paciência com alguns ladrões, deu origem a um autêntico golpe não
de teatro mas sim de filme, e dos bons lá por terras de Hollywood. Este árbitro
pura e simplesmente fingiu-se barbaramente agredido, coisa que não aconteceu, ao ponto de cair inanimado no relvado e por lá ter permanecido inconsciente durante largo tempo, simulando ter perdido os sentidos. Este Sr. não pode ser sério e muito menos possuir de bom senso. Se fosse sério, tinha percebido a merda que estava a fazer em campo, mostrava o amarelo ou mesmo o vermelho ao nosso capitão, e a coisa morria ali. Mas não: fez o que fez pois sabia que tinha estragado um jogo amigável e quis acabar com ele logo ali. Espero que a UEFA tenha em consideração os factos.

PS: condenar - e bem - apenas um dos nossos sem levar em conta a farsa de que fomos vítimas, é muito bonito, é.

BENFICA SEMPRE!!

5 comentários:

Anónimo disse...

O clubezinho com nome de freguesia mais uma vez envergonha Portugal.
O caceteiro Garcia pensava que estava a jogar no nosso campeonato. Levou o 2.º amarelo e bem. O luisão (cabeça de batata) depois de confundir um jogador do Nacional com uma bola (lembram-se?) agora decide fazer umas "festinhas" (vulgo "agressão")ao árbrito. O CRETINO JJ ri-se. Os restantes cretinos também.
Tantos comentários vi na blogagem vermelha sobre o caso Palito/Kléber que ocorreu num treino.
Então e agora? Já sei. Não tem importância. O que aconteceu na Alemamha é irrelevante. O árbitro era de papel e não aguentou com o tossir (AGRESSÃO) do cabeça de batata. O moço de papel só fez fita! Fraquinho que se atirou para o chão inanimado!
Mas a culpa desta vergonha é do PINTO DA COSTA, do sistema, dos árbritos, da fruta, da corrupção, etc. Isso parece-me claro.
Clubezinho anedota! Das boas anedotas. Rio-me à grande com estes frequentes episódios da agremiaçãozinha do regime. Continuem que me divertem. Só é pena mancharem o nome de Portugal.
Que gloriGOZO 5lb.

Berrante De Encarnado disse...

Há que banir actores vergonhosos para o futebol; e o Luisao tem que ter mais calma, até para estar pronto para a mentira desportiva cá do burgo.

Manuel disse...

Ouve lá ó palhaço anónimo, o árbitro estava bêbado. Ora vê lá bem as imagens!

Observador disse...

Mais uma vez o anónimo irracional foi enviado, qual cobaia, para desestabilizar as hostes benfiquistas.
Não é não, o Pinto da Costa que tem a culpa. A culpa é de quem o atura e recebe encomendas dele e dos seus capangas para a miséria verbal e não só que se arrasta pelo esterco do anti-benfiquismo.

Já se esqueceu de tomar os medicamentos? Já o avisei, caramba!
Faz um intervalo na medicação e lá fica você a bater mal.

Mas se está tão preocupado com o tal clube que você diz ter nome de freguesia e que por acaso é apenas o melhor e maior Clube de Portugal, não ponha aqui os pés.

E já estou a perder muito tempo com um ser humano pequenininho.

Anónimo disse...

o luisão não fez nada, tentou acalmar os animos depois do animal do arbitro ter dado um encontrão ao maxi foda-se.

o luisão não fez nada, o arbitro sim.

ACORDEM CARALHO.