07/02/2012

Diferenças

Quando outros clubes andam não sei quantos jogos seguidos a jogar contra dez, com muitas expulsões duvidosas, é visto como algo normal sem grandes alaridos na CS e debates televisivos.

Assim que alguém vai para a rua contra o Benfica, num lance que sinceramente
até acho que podia ter passado bem com um amarelo mas no qual não restam dúvidas de que Javi é atingido, cai o Carmo e a Trindade. Um escândalo nunca visto, não só neste ano como desde sempre.

Realmente o Benfica leva um tratamento em Portugal que mete medo ao susto. Podiam ao menos disfarçar o seu AntiBenfiquismo primário e assumido, tentando abordar lances idênticos com iguais critérios de análise e níveis de agressividade na mesma medida. Mas não: é mesmo a mostrarem o que são, cambada de AntiBenfica doentes.

BENFICA SEMPRE!!

2 comentários:

Jotas disse...

A isto chama-se Síndrome Benfica, no fundo, a razão de viver dessa gente.

Observador disse...

Caro Berrante

Está quase tudo em sintonia para fazer com que o Sport Lisboa e Benfica se sinta tocado e desmoralize.
A receita nestas situações é o desprezo.

Quanto ao vermelho que pôs 'out of game' o homem que agrediu Javi, nada a dizer.
É preciso ter em conta a circunstância em que se deu essa agressão.
Uma coisa é uma cotovelada num determinado sítio do campo, outra é a 'mesma' cotovelada aplicada noutro local.
O que se preparava Javi para fazer na altura da cotovelada? Saís à procura da bola.
Isso é, claramente, passível de castigo para vermelho directo.

Quanto ao anti-benfiquismo primário, Amigo Berrante, como disso todos os dias ao pequeno almoço.

Abraço benfiquista.