27/12/2011

Patrício e o poste evitaram a goleada, não o Sporting


Já que o médio Elias decidiu dar largas à felicidade que com certeza trouxe dentro si do seu país, podia continuar a vomitar outras bebedeiras de Natal para cima dos gravadores dos jornalistas, tais como:

Não foi Patrício e o seu poste que evitaram a goleada ao negarem três golos feitos ao Benfica - um por Gaitán evitado por esse elemento estranho ao jogo chamado poste, e dois (Cardozo e Rodrigo) salvos de forma milagrosa por um guarda-redes que imagino seja do Belém e suspeito que nem ali devia estar -, foi sim o colectivo do sporting através da sua união e grande entreajuda.

Não foi o Capela que empurrou o Benfica para trás ao expulsar exageradamente um avançado em noite sim, foi a equipa do sporting que despertou o seu talento naquele minuto e passou a anular o meio-campo ofensivo e ataque do Benfica que, por sinal, até estavam a produzir relativamente bem para um Derby.

Ou se quiser ir mais longe: Não foi o Pablo que andou a meter túneis atrás de túneis ao meio-campo do sporting na primeira parte, nem assistiu Cardozo para aquela que seria a melhor jogada individual do encontro e também a mais clara oportunidade de golo, foi a equipa do sporting que de forma estratégica permitiu tudo.

Mas o que é esclarecedor em tudo isto é o facto de Elias mostrar já uma mentalidade alagartada. Se não, vejamos: O sporting vai ter um jogo que é nesta altura o mais importante para si da presente época. Mas pelos vistos não é assim tão decisivo. Parece que o importante mesmo é, ainda e sempre, o Derby com o Benfica; o Benfica. Deve ser complicado o plantel conseguir estar focado no próximo adversário quando, segundo relatos de ex-jogadores leoninos, os jogadores são obrigados a levar com o jogo dos 7-1 vezes sem fim nas viagens de autocarro.

BENFICA SEMPRE!!

7 comentários:

GuachosVermelhos disse...

Mais uma osga submissa!
A sério; acho que o moço estava fumado!
Ou isso ou do bagaço...

Observador disse...

Meu caro

O homem já levou a "injecção" e está a (tentar)justificar por palavras o que não saberá se consegue dentro das quatro linhas.

Atente-se na principal preocupação do Elias: o "derby" contra o Benfica.
O rapazinho está ansioso por que esse jogo chegue, quem sabe para prender algo.

Mentalidade alagartada não mancha realidade benfiquista.

Saudações benfiquistas.

Observador disse...

Em vez de "prende algo", leia-se "aprende algo".

Sorry

Berrante De Encarnado disse...

Subscrevo-vos, meus caros.

Ou então: Não foi o Javi que correspondeu da melhor maneira a uma marcação exemplar de um canto por parte de Aimar - jogada muitas vezes feita pelo Benfica -, foi sim o Central americano que propositadamente quis ameaçar que cortava a bola para com isso atrapalhar o Javi e daí resultar um pontapé de baliza sem grandes sobressaltos para o sporting.

Ele há com cada um que só visto.

Cumprimentos Benfiquistas

Manuel Oliveira disse...

Se não for o próprio a defender-se quem o fará? Agora escusava era de ter metido o Benfica nisso.

Abraço.

Anónimo disse...

o elias que leva no cu todos os dias? voçes culpam o rapaz,que culpa tem ele?ele devia andar bebado dentro de campo,secalhar nem viu a gravação do jogo,e apenas foi se fiando na merda que ia ouvindo e lendo na comunicação social,quer dizer,o bruno prata sozinho ja o ouvi dizer 2 ou 3 x que o sporting mereçeu ganhar este jogo....opah perante tanta demençia que é que havemos de fazer?mais vale ignorar senao ainda ficamos tolos

MasterGroove disse...

grande post