20/11/2011

Será Reciprocidade?

Se me perguntassem no inicio do jogo quem eu preferia ver eliminado, diria sem hesitar os nossos caros vizinhos do lado, por mil e um motivos, sendo a nossa antiga rivalidade apenas um deles. Chegados ao fim percebo que, afinal, foi tomando conta de mim aquele sentimento comum à maioria dos benfiquistas quando porto e sporting jogam entre si nas Taças: "saia quem sair, o dia já está ganho". Sentimento esse de que fui-me apercebendo a cada um dos incontáveis falhanços do jogador que todos os anos tenta, e algumas vezes consegue, tramar o Benfica de forma intencionalmente suja. A verdade é que esta foi uma das poucas vezes em toda a minha vida, se não mesmo a primeira, que não me custou nada (para não ir mais além) ver o clube que mais mal recebe o Benfica sem que nada o justifique ser eliminado em Alvalade, independentemente da justeza, ou falta dela, do resultado.

Não quero escrever sobre o futebol dos adversários, no entanto deixo uma nota: Péssima opção de Jardim ao deixar Quim no banco. Pagou, também, por isso. Compreende-se que os clubes tenham definido à partida utilizar os guarda-redes suplentes nas Taças, mas um jogo de Taça contra uma equipa de escalão inferior é diferente de ir a casa de um suposto "grande". Tenho dúvidas que a opção fosse a mesma caso a equipa visitada tivesse outro nome.

BENFICA SEMPRE!!

1 comentário:

Observador disse...

Caro Berrante de Encarnado

Uma das equipas de que fala é o Sporting.
E a outra? Braga? Só conheço uma cidade com esse nome.
Há mais alguma coisa que me esteja a falhar?

Cumprimentos