08/11/2011

Artur Moraes


Quando soube do comunicado do Braga a desafiar o nosso Artur para dizer quais os truques de que falou no final do jogo no Axa, a minha primeira reacção foi: E eu contava mesmo! Contava todas as conversas que tinha ouvido naqueles balneários, túneis e corredores.

Posteriormente, sensivelmente três ou quatro segundos depois, pensei:
O melhor mesmo é ignorá-los e não entrar nas famosas guerras de comunicados à la moda de Palermo.

A resposta que o Benfica tem que dar é dentro de campo, com garra e classe, quando eles vieram à Luz.

PS - Grande defesa do Rei Artur naquela oferta do Gaitán e contagiante segurança a encaixar os cruzamentos.

BENFICA SEMPRE!!

4 comentários:

Berrante De Encarnado disse...

As declarações de jogadores do Braga no final do jogo fazendo referência ao apagão na Luz da época passada, além de serem a prova de que os três intervalos de Braga foram propositados, são também o confirmar de que aquela gente está a mando da corja do nosso futebol. Como se as situações fossem comparáveis...

Obrigado pela sinceridade.

Cumprimentos benfiquistas

Observador disse...

Começa a ser cansativo falar desta corja de porcos que proliferam no futebol português.

Mas não, não lhes faço a vontade.

Hei-de falar até que a voz me doa!!!

Manuel Oliveira disse...

Também acho que não vale a pena o Artur comprar uma guerra com aquela gente.

Abraço.

Berrante De Encarnado disse...

Que os truques e acusações encomendadas sirvam para motivar os nossos jogadores e adeptos quando eles visitarem o Inferno Da Luz.

Cumprimentos, caros Observador e Manuel Oliveira