03/07/2011

O exemplo do Santos


Danilo, salvo erro, tem uma clausula de 6M€, mas o Santos FC provavelmente vai conseguir um valor superior à clausula. Isto é fruto de uma estrutura competente e bem pensada, onde os dirigentes não mostram desespero para vender activos, não prometem vendas antecipadamente, e sabem convencer os jogadores a esperar pelo momento certo, tanto para eles como para o clube.

Mais flagrante ainda é o caso de Neymar, um dos jovens mais mediáticos da actualidade. Repare-se nas declarações de Neymar, não obstante este ter apenas 19 anos e ser pretendido pelo mesmo clube que quer passar a perna ao Benfica no caso Fábio Charlatão. Mais uma vez, é fruto de uma estrutura bem montada. E nós... ?


BENFICA SEMPRE!!

5 comentários:

Tiago disse...

Há algo que não pode estar bem explicado. Então existe uma clausula de rescisão e o Santos não é obrigado a respeita-la?? Então para que é que existe?

Berrante De Encarnado disse...

Não faço ideia caro amigo. O certo é que o Santos, ao que parece, já tem clubes a oferecer por Danilo valores superiores à sua clausula.

Salvo erro o Braga também conseguiu vender Eduardo acima do valor da clausula. Não sei se não aconteceu o mesmo no caso Bebé do Guimarães.

Em último caso, renovam ou ameaçam renovar contrato com os atletas. Penso que os interessados, ao saberem das intenções do clube detentor dos direitos, preferem negociar acima dessas tais clausulas.

Numa estrutura competente e que não esteja desesperada para vender os seus mais valiosos activos, é possível. Há que saber convencer os jogadores.

Cumprimentos benfiquistas

GuachosVermelhos disse...

Companheiro se pagares 6,5 milhões por ano ao Coentrão que é quanto ganha o Neymar, vais ver que o moço caga no Real Madrid!
Mesmo assim quando querem mesmo sair (ronaldo por exemplo) nem o dinheiro os segura...

Berrante De Encarnado disse...

Amigo Guachos,

O Danilo, que se saiba, não ganha isso e no entanto não faz birras.

Cumprimentos

GuachosVermelhos disse...

Se faz birras ou não, não sei.
O que sei é que irá para quem lhe pagar mais...afinal como (quase) todos.
Abraço