10/07/2011

Que Grande Confusão


Do mesmo modo que ontem não havia motivos para euforias desmedidas, penso que hoje, apesar do mau jogo, também não há motivos para preocupações excessivas. Uma ligeira apreensão, talvez. Há vários factores nesta fase que devem ser levados em conta antes de apontarmos o dedo ao que quer que seja, mas mesmo assim, contando já com todos esses factores, incluindo neles a diferença entre o tempo de preparação que cada uma das equipas leva na pré-época (apenas uma semana de vantagem para o adversário), podia e devia ter sido bem melhor.

Uma enorme confusão - é o termo que me vêm à cabeça quando tento perceber este inicio de pré-época do Benfica. É certo que faltam chegar muitos jogadores, mas há sinais de que os problemas da época passada continuam. E o mais estranho, é que as muitas soluções de que agora dispomos para o meio-campo e ataque, não parecem despertar em Jesus a vontade de alterar o rumo das coisas, mantendo-se fiel ás ideias que traz de um passado recente, as quais já se viu que não dão resultado. Não dão, nem podem dar, porque há coisas que se notam à distância. Os problemas ao centro continuam - a mesma conversa de sempre! O nosso 4-1-3-2 é insustentável para os jogadores que temos. Assim o era na época passada, continua a ser nesta pré-época, e vai continuar enquanto Jesus não meter na cabeça que Javi Garcia não é o super-homem. Javi não pode jogar sozinho como único trinco. Não numa equipa com esta tendência atacante. Isto é tão evidente que não percebo como Jesus ainda não reparou. Javi não é esse tipo de jogador, e nunca será. Basta ter olhos na cara e ver que quando o Benfica perde a bola em ataque organizado, Javi tem grandes dificuldades e normalmente defende os contra-ataques contrários com os olhinhos. O pior é que não só a defender se torna insuficiente, mas também em posse de bola. Se o Benfica apanhar uma equipa bem preparada fisicamente, com um meio-campo bem povoado e agressivo que consiga anular o nosso distribuidor, a nossa fase de construção torna-se previsível e muitas vezes inconsequente. É preciso um meio-campo diferente, mais bem povoado, mais combativo, que poderá não ser tão declaradamente atacante, mas não terá que obrigatoriamente deixar de ser dinâmico, ao mesmo tempo que pode trazer o equilíbrio que falta à equipa. É preciso mudar, está a ficar tudo muito previsível e macio.

Tudo isto até podia ser considerado normal numa fase inicial da pré-época, mas tanta indecisão e confusão a pouco tempo de iniciarmos uma prova importantíssima, não deixa de me causar alguma apreensão. A confusão é grande. Confusão, porque não se percebe para que vieram tantos centro-campistas - Matic, Coelho, David Simão, André, Rúben Pinto etc -, para nesta fase ainda andarmos a testá-los a Centrais ou Laterais, em vez de os testarmos no meio-campo. Confusão, porque temos extremos que nos permitem mudar esta táctica assassina que não serve aos nossos jogadores, mas não mudamos. Confusão, porque Jesus prefere Defesas Centrais altos e lentos, sabendo ele que a equipa joga balanceada no ataque e muitas vezes o seu meio-campo, como se vê, é facilmente batido em contra-ataque. Confusão e mais Confusão, não se percebe. Matic não é, de todo, um Ramires. Coelho e David também não serão. Mas ainda na segunda parte de hoje, apesar das dificuldades físicas e exibição pobre, foi visível a diferença entre um Javi sozinho e acompanhado. Sem mais assuntos para já em relação à equipa, termino dizendo que há muito trabalho pela frente para Jesus e Vieira. Trabalho e ideias.

Quanto aos jogadores individualmente: Acho que temos muitos de qualidade e possivelmente vamos ter mais, mas como não estou para elogios, vou apontar o dedo aos que me parecem não ter condições para jogar no Benfica. Jardel e Júlio César não servem! Mantenho o que escrevi no post anterior: Será uma questão de tempo até repetirem a graçola. Roderick precisa de rodar, ainda é muito verde para estas andanças. Se Miguel Vítor sair em detrimento dos acima referidos, não irei compreender.

P.S. - Percebe-se o interesse do Benfica em Danilo.

BENFICA SEMPRE!!

10 comentários:

SC disse...

Boa noite!
Não podia estar mais de acordo..este meio campo tem que ter mais pulmão,mais jogadores de garra.
Hoje começamos com tres números 10..não percebo!!
Somos e continuaremos a ser(jj é teimoso) das poucas equipas do mundo que jogam com 5jogadores claramente de vocação defensiva e outros 5 de vocação exclusivamente ofensiva.
Saudações

Berrante De Encarnado disse...

Subscrevo

Acho que que somos uma equipa TREMENDAMENTE irrealista na forma como distribuímos as nossas peças em campo, tendo em conta as características de cada uma delas, em particular o Javi Garcia.

Javi Garcia que, apesar de ser um jogador jeitoso e eu gostar dele, começa a meu ver a ser mais problema do que solução. Principalmente quando joga sozinho.

Cumprimentos benfiquistas

Anselmo Damásio disse...

Subscrevo é mesmo confusão a mais e o JJ continua teimoso como sempre.

SAUDAÇÕES GLORIOSAS

Anónimo disse...

antes havia treinadores de bancada, de sofa e agora temos os gostariam de ser e nao teem capacidade, no entanto nao se envergonham de evidenciar a ignorancia mesmo sem diploma.

bancada16 disse...

nem mais nem menos...

Berrante De Encarnado disse...

ó anónimo, bocas dessas são escusadas e não se justificam.

No dia em que for preciso ter um diploma do que quer que seja para dar a minha opinião num blogue sobre aquilo que vejo acontecer (já vai para mais de uma épica) no meu clube, avisa-me, ok?

Já que, pela maneira como escreveste, deves ter o tal diploma, desafio-te a ajudares a malta e explicares o que de tão ignorante escrevi que seja tamanha afronta para seres superiores como tu.

Mais vale ajudares e ensinares, sempre é melhor do que seres desagradável.

Cumprimentos

Berrante De Encarnado disse...

Estaremos cá todos para ver meus caros. Os treinadores de bancada, os que gostavam de ser (que é o meu caso), e os superiores catedráticos na matéria. Se Deus quiser, havemos de estar.

Eu continuo a dizer que esta táctica é suicida, muito mais sendo o Javi o único médio de características defensivas. Digo também que quando Aimar for anulado o meio-campo será zero. É preciso Aimar e um género de Ramires junto ao Javi - Danilo faz o lugar. Apenas um avançado e dois extremos, basicamente como joga o Barcelona na maior parte das vezes. E digo mais ainda: Com esta actual táctica de Jesus não somos campeões, de certeza!!!

Espero ser eu a estar errado... Vamos lá ver.

Tiago disse...

sendo assim Artur também não serve... será uma questão de tempo para repetir a graçola...

Berrante De Encarnado disse...

Tiago, já "falámos" sobre isso no post anterior. Respeito a tua opinião, mas para mim o Artur não tem um pingo de culpa naquele lance absolutamente ridículo do Jardel.

O homem tocou na bola com a perna que não queria, pelo amor de Deus.

Cumprimentos

Berrante De Encarnado disse...

Sempre achei piada àqueles "espertos" que são muito rápidos a dizer que os outros não percebem nada disto, mas depois metem a viola no saco e não expõem as suas ideias para debate. É só moral da feira!

Estou sempre disposto a aprender com esses espertalhaços e admitir os meus equívocos, se for caso disso.

Cumprimentos benfiquistas