06/05/2011

Acabou! Hora de falar sério


Tentarei escrever sem muita mágoa, o que embora seja difícil, sempre me sabe melhor do que estar neste momento a ver/ouvir o rescaldo do jogo pela boca de uns felicíssimos avençados. Vou resumir este que basicamente foi o último jogo do ano, fazer uma espécie de balanço ao trabalho da equipa, de Jesus, da gestão desportiva de LFV, e deixar alguns desejos para a nova temporada. Não sou de desestabilizar o clube o ano inteiro, pois não sou um "Anti-qualquer-coisa", mas como também não sou um "Pro-algo", chegou a altura de falar. Há de facto coisas que estão mal no futebol do Benfica.

Acabou! Infelizmente e apesar de tudo o que nos fizeram - e se fizeram -, tenho que dizer que foi merecido. Foi merecido o final de época e o afastamento da final em Dublin. Sobre o nosso jogo de hoje, independentemente de um ou outro caso, uma ou outra oportunidade de golo falhada, um ou outro erro táctico ou apostas menos conseguidas do treinador, só me oferece dizer que foi a imagem perfeita do que temos sido no último terço do ano. A vitória dos aliados dos corruptos foi justa e, por mais vontade de me refugiar noutros factores que tenha, acho que só nos podemos queixar da nossa própria inoperância.

No inicio da época todos sabemos o que se passou: Por entre roubos descarados a nós e ofertas aos adversários, houve também um decréscimo da nossa qualidade e culpas próprias em campo. Melhorámos significativamente o nosso futebol e os índices fisicos ao longo do ano, tivemos uma brilhante serie de vitórias, mas, no momento da verdade, mostrámos que fomos e somos demasiado frágeis física e psicologicamente. Tem-se notado mais a cada jogo que passa, mais houvessem e mais se iria notar. Falta estofo, competitividade e querer a muitos dos nossos jogadores. Uma limpeza selectiva exige-se. Estou farto de jogadores "úteis", ou menos maus. o Benfica precisa de bons e competitivos jogadores, que digam "presente" e não "ai ai".

Há explicação para esta quebra? Há culpados para além dos jogadores? Certamente que os há, nada acontece por acaso, e nesta matéria Jesus tem que assumir responsabilidades. O que aconteceu neste ultimo terço do ano ultrapassa o valor de alguns jogadores, pois muitos deles não são, nem de perto nem de longe, tão maus quanto isto que se viu. Existe um qualquer problema mais grave, mais profundo e difícil de perceber. Houve uma paragem cerebral colectiva no grupo, aliada a um incompreensível estoiro físico e carradas de pilhas de nervos sem justificação. Isto já não é jogar "sobre brasas" e cansados, é mais jogar de cabeça perdida e a arrastar-se em campo. Tem sido de tal ordem que mesmo os melhores jogadores chegam a parecer autênticos coxos, quando na realidade todos sabemos do seu valor. Não é normal. O que dizer, por exemplo, de Fábio Coentrão, um dos mais competitivos e desejados jogadores do Benfica? Hoje parecia um atleta banal, cheio de nervos, com dificuldade para controlar uma bola, sem confiança para meter o seu jogo em prática e combinar com os colegas... E mesmo assim foi dos menos maus. O mesmo diria de Saviola. Ou melhor, qual Saviola? Onde está? Quem diz estes dois, diz outros, não vale a pena estar a bater mais. Ficam as perguntas: Porquê, como e quem? Quem deixou os jogadores do Benfica neste estado físico e psicológico? Como foi possível quebrar tanto? Porque motivo a equipa está tão nervosa? Tem que haver uma explicação concreta para tamanha e tão repentina diferença. Esta equipa, estes jogadores - os que transitaram do ano passado - não são os mesmos. Alias, nem são os mesmos que ganharam 2 - 0 no Ladrão e tiveram aquela serie de vitórias. Não me lixem, em campo não são os mesmos! A ideia que fica é que Jesus treme muito nos jogos decisivos e isso passa para os jogadores.

A gestão de LFV foi, efectivamente, má. Sejam repartidas as culpas por todos: Árbitros, jogadores, treinador e tudo mais. A verdade é que LFV tem que obrigatoriamente ser o primeiro. É de facto inadmissível que, para quem já tem uns bons anos disto, se cometam tantos erros depois de uma época fabulosa e que devia ser aproveitada para lhe dar continuidade. O que aconteceu foi um retrocesso inacreditável e revelador de alguma incompetência directiva, para não lhe chamar outra coisa. Por exemplo: Todos sabemos que Jesus quis um substituto de Ramires, mas não o teve. Custava dinheiro? Mas e o Rodrigo do Real que foi estranhamente emprestado, não custou? E no Roberto, que até acho ser melhor do que muitos julgam, também não se gastou 8M? O Alípio, quanto foi? E o Fernández, para que foi contratado a meio da época este esquerdino, quando claramente precisávamos era de médios-centro e um defesa-direito? Veio cá fazer um (1) jogo? Eu percebo que o Benfica tem de fazer dinheiro, mas porque motivo o David Luiz não foi vendido no inicio de época, já que ficou claro para todos que tanto ele como o Benfica estavam mortinhos para que acontecesse a transferência? O que ganhámos com isso? Menos dinheiro? Mais dificuldade de entrosamento a meio da época?

Estes são erros que, para uma equipa que acabou de ser campeã, só são admissíveis de acontecer em equipas com mais dificuldade de sobrevivência. Exemplos: Boavista, Estugarda, etc. Não num Benfica, com uma massa associativa incrível, um prestigio a defender na Europa, e um presidente com 10 anos de casa. Agora que tudo acabou e nada mais há para desestabilizar, sinto-me na obrigação de como benfiquista dizer: Começo a ficar um pouco farto dos destinos para onde LFV leva o nosso Benfica. Dá a entender que os títulos ganhos acontecem por acaso, não por uma gestão competente e sustentada. Ou isto muda de figura, são criadas condições para dar uma continuidade séria ás conquistas, o Jesus comece a ter não só um plano B, como um C (estes são os meus desejos), ou terei de considerar a possibilidade de apoiar outro candidato nas próximas eleições. Foi um pouco mau.

BENFICA SEMPRE!!

8 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Berrante De Encarnado disse...

Caro Anónimo adepto dos corruptos assumidos, se houve alguma coisa sobre a qual eu escrevi neste texto, foi precisamente dos problemas internos do meu clube.

Lamento que tenha ficado tão chateado com uma única palavra de entre todas as que, presumivelmente, leu, mas obviamente não me vai querer proibir de eu chamar corrupto a quem eu quiser. Se for a assumidos então, não vejo, honestamente, mal nenhum.

Anselmo Damásio disse...

SÓ mau. Foi muito mau, não tenho memória de uma época tão má, nem no tempo do Manuel Damásio e do Vale Azevedo.

SAUDAÇÕES GLORIOSAS
BENFICA SEMPRE

Master Groove disse...

Berrante, faz-nos um favor e elimina esse corrupto, SIM CORRUPTO E COBARDE!!!!

Master Groove disse...

obrigado Grande Berrante...

Berrante De Encarnado disse...

Sempre ás ordens, Master. Bom dia.

BENFICA SEMPRE!!

Cumprimentos

Observador disse...

Os corruptos não fazem falta. Fora com eles.

Sobre o tema em questão, muito haverá para dizer. Desde o facto de pensar que há pouco tempo atrás estávemos em quatro frentes (Liga Zon Sagres, Taça de Portugal, Taça da Liga e Liga Europa) e que vamos acabar por guardar na sala de troféus apenas uma delas, até à forma como será necessário pensar a próxima época.
Não vou estender-me porque todos sabem onde está o mal do SL Benfica.
Assim sendo, urge começar a trabalhar na época 2011/2012.
É tempo de corrigir o que de mal está a ser feito a todos os níveis.
Enquanto é tempo. Porque Junho é já ali...

a.m. disse...

Obrigado Encarnado Berrante.
Esse texto reflete perfeitamente o que sinto e penso.
A par do desgaste físico dos jogadores mas parece me que algo deve ter acontecido dentro da equipa para sofrer uma queda tao grande desde o jogo na Liga contra o SCB. Ainda houve jogos em que lutaram e conseguiram dar a volta, mas a psicologia dos jogadores parece ter sofrido bastante.
Eu nao sei, mas estou seguro que há lá dentro algo que perturba a equipa.
Por isso, e por a época já ter acabado mais cedo que desejado, há mais tempo para preparar a próxima época. Comecem antes ontem que amanha.
Saudacoes Benfiquisas